domingo, 12 de julho de 2015

Trabalho da Escola!


Olaa meus amores ❤❤

Não se assustem com o titulo já estou de férias à muito tempo! Hoje trago-vos uma espécie de uma sugestão de um livro, é diferente em comparação às que já fiz aqui no blogue porque em comparação às anteriores a de hoje vai ter o resumo completo do livro, por isso sem mais demoras vou começar a escrever!

O livro chama-se "Cartas da Beatriz da autoria de Maria Teresa Maia Gonzalez."

Resumo:

  Beatriz no dia 6 de janeiro começa a escrever cartas ao seu pai, o qual, já não via há um ano pois os seus pais separam-se. Um facto interessante na história é que a própria Beatriz escreve as cartas mesmo sem saber se as vai enviar ao pai, e sem saber se lhes deve chamar de cartas, outro facto interessante é que a Beatriz em todas a cartas que escreve, exceto a ultima, coloca sempre um asterisco no local da carta onde se colocam os beijos.

No dia 18 de janeiro Beatriz após tantos rodeios decide finalmente contar ao pai o que a leva a escrever lhe cartas, nesta carta ela começa por dizer que os nomes a integram, e que acha que não se devia dar um nome a uma criança sem antes ela revelar os seus gostos, as suas manias, depois ela diz ao pai que estar a falar dos nomes foi só um pretexto para ganhar coragem para escrever sobre o que realmente interessa que é o facto de lhe chamarem nomes tais como, marrona, croma, pindérica, otária, obesa, tecla 3 e anormal.

No dia 27 de janeiro Beatriz decide contar ao pai sobre quem é o "trio maravilha" começa por falar da líder do grupo, chama-se Zita, mas exige, que todos a tratem por Zi pois a própria não gosta do  
seu nome, Beatriz caracteriza a Zita como uma criatura com voz irritante, uma ignorância inacreditável, uma personalidade de bandido profissional e uma vaidade sem limites. Como Beatriz fica agoniada só consegue escrever no dia seguinte sobre as aias da líder, na carta ela diz que uma é Telma, que tratam por Tê e a outra a Vanda, mais conhecida por Vává.

Beatriz decide mudar de estilo, começa por fazer um corte arrojado e ultramoderno, usando um piercing, uma camisola de gola alta preta e um colete de franjas. Ela arrependeu-se logo de ter mudado de estilo porque sabia que isso ia ter graves consequências e tal coisa aconteceu, quando chegou a casa decidiu ir ao facebook, coisa que a própria refere que faz raramente pois tem receio de encontrar algo, escandaloso e isso aconteceu, a Zita publicou uma fotografia nojenta de uma rapariga de cabelo curto e da mesma cor como o dela, e de um rapaz, ambos quase nus e virados um para o outro, a Zita legendou a fotografia escrevendo «A Beatriz P.B Martinez com o seu novo look e o seu novo boyfriend!!!» Beatriz na carta pergunta ao pai porque é que ela nunca a ensinou a defender-se de um ato tão cruel como este que lhe acontecera.

Numa aula de educação física Zita mandou uma bola de voleibol com toda a força para a Beatriz acertando-lhe no peito e deixando-a com dificuldades em respirar, o professor agiu logo e marcou falta a Zita e afirmara que esta iria ser punida pelo seu ato macabro e cruel.

 
Beatriz no dia 6 de junho escreve a sua última carta ao seu pai, esta iria envia-la por email. Ela escreveu que no final do terceiro período o professor de matemática pedira-lhe que ficasse na sala, este tinha um papel na mão entregara-lho e pediu-lhe que lesse Beatriz estava a tremer, agoniada e sem forças para se manter em pé. O professor exigiu que ela o que estava escrito, o papel continha uma mensagem dirigida ao próprio professor dizendo que a pessoa que escrevera o texto estava apaixonada pelo professor e disposta a fazer tudo o que ela quisesse. Após ler a carta ela saiu da sala, com uma vontade enorme de ir para casa, a escola estava deserta completamente vazia, mas a Zita, a Telma e a Vanda estavam à sua espera na casa de banho das raparigas que ficava no rés de chão da escola, quando se apercebera que elas lá estavam começara a correr mas o seu esforço foi em vão, agarraram-na, bateram-lhe, despiram-na e insultaram-na e deixaram-na completamente nua e agredida ao frio. Ela conseguiu levantar-se e fechou-se num dos cubículos da casa de banho pensou mesmo que iria morrer, mas fechou os olhos e pediu a Deus que não a deixasse morrer ali, naquele sitio frio e horrível. Deus ouvira o pedido de Beatriz e enviara-lhe um anjo, a Dona Lúcia levou a Beatriz para o hospital, esta estava-lhe eternamente grata pelo seu gesto e pelo seu abraço, foi o melhor abraço que a Beatriz alguma vez recebera.
Beatriz nesta última carta, diz ao seu pai, de que se arrepende de não ter pedido ajuda e evitado que algumas coisas acontecesse, mas ela só não desabafou com a mãe porque estava triste com o facto de os pais se terem separado. Ela assinou a carta e despediu-se com «um beijo da Beatriz.»
 


Love you all ❤❤
With love,
                 Beatriz ❤❤

2 comentários:

  1. Tens o livro? Podes enviar as melhores frases ��obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá olá ♥ Sim tenho! As melhores frases em que aspecto? Diz alguma coisa no meu insta @beatriz_staystrong (se tiveres) é mais fácil! 😘

      Eliminar