quinta-feira, 14 de maio de 2015

Um pouco de Psicologia

 
Olaa meus amores ❤❤

Hoje vim falar-vos de uma visita de estudo que fiz no dia 9 de Abril no âmbito das disciplinas de filosofia e psicologia.
A visita teve como intuito visitar a exposição do loucamente em Lisboa e foi o que fizemos. Eu pessoalmente adorei a visita foi uma experiência muito gratificante. A exposição tinha vários ateliers onde se tratavam diversas perturbações mentais, tais como, fobias, esquizofrenia, distúrbios alimentares - anorexia, havia inclusive vídeos com testemunhos de pessoas que já passaram por alguma situação, recordo-me de uma senhora que teve depressão pós-parto.

Por muito que eu tenha gostado da visita e da exposição em si, na minha opinião se não tivesse assistido à palestra que os alunos do 12ºano fizeram no dia anterior à visita não teria aprendido o que aprendi. Posso até dizer-vos que sei muito mais graças à palestra do que à visita.

Na palestra os temas abordados foram:
  1. As perturbações obsessivo-compulsivas (POC) é uma doença debilitante que cria no doente pensamentos obsessivos. A obsessão pode ser, por exemplo o medo pela contaminação de micróbios - exemplo lavar as maus inúmeras vezes até fazer sangue, tudo organizado por simetria; quanto à compulsão temos novamente a lavagem e organização por simetria.       
    Existem vários métodos para tratar a doença, a terapia cognitiva que o objetivo é expor o paciente a uma situação que crie ansiedade, também é utilizada a terapia de grupo na qual os pacientes interpretam personagens. E claro que é indispensável a medicação que atua ao nível dos neurónios.
    As POC são consideradas atos de loucura.
  2. A esquizofrenia é uma perturbação psiquiátrica, provavelmente das mais angustiantes e incapacitantes. Esta afeta de forma grave a forma de pensar da pessoa, a sua vida emocional e o comportamento geral.
    É muitas vezes descrita de forma incorreta como "dupla personalidade". Este termo pode constituir a tradução literal mas a esquizofrenia é na realidade uma patologia do cérebro.
    Na população em geral a esquizofrenia aparece numa em cada cem pessoas; nas mulheres os sintomas costumam aparecer perto dos 30 anos e nos homens costumam ser detetados entre os 20 e os 25 anos sendo raro encontrar os casos de esquizofrenia em crianças ou adultos em cima dos 45 anos.
    A esquizofrenia envolve uma série de problemas tanto cognitivos como comportamentais e emocionais. Alguns fatores desencadeantes são: stress, uso de remédios para emagrecer, álcool, drogas, desnutrição, infeções e tabaco.
    A esquizofrenia requer tratamento durante toda a vida, mesmo após o desaparecimento de sintomas. O tratamento com medicamentos e terapia psicossocial podem ajudar a controlar a doença, a intervenção situa-se a nível de acompanhamento médico-medicamentoso, psicoterapia, terapia ocupacional, interação familiar.
  3. A bipolaridade é uma doença mental caracterizada por oscilações de humor, existem dois tipos. No primeiro tipo é mais ocorrente o estado e de euforia e não tanto o estado depressivo enquanto que no segundo tipo é mais ocorrente a fase depressiva e menos a fase eufórica. O transtorno bipolar pode ocorrer por diversos sintomas, tais como, tristeza, a pessoa sentir-se inútil, perda de peso, alterações emocionais, aumento do interesse em diversas atividades e por fim o abuso do álcool e drogas. Quanto à medicação o mais aconselhável são os antidepressivos e claro o acompanhamento psicológico.  Em termos de curiosidade cerca de 20% dos doentes já tentaram suicídio, o transtorno bipolar pode ocorrer entre os 15 e os 35 anos.
  4. O distúrbio da ansiedade, é ansiedade, aflição, angústia, perturbação do espirito.
    A ansiedade não é descrita apenas com os comportamentos mas também com o que se faz. Mesmo estando numa situação complicada é possível decidir.
    O distúrbio da ansiedade pode originar o pânico.
  5. As fobias são perturbações mentais é um medo significativo e persistente. Os fatores de risco nas fobias são a idade, a história pessoal ou familiar, situações graves e o próprio feitio da pessoa.
    Existem várias fobias e cada uma com sintomas diferentes, por exemplo, a fobia do sangue pode causar desmaios, fraquezas, enjoos e tonturas e outro exemplo é a fobia de palco em que podem ocorrer momentos de ansiedade e pânico e também náuseas. 
  6. "A depressão é o último estágio da dor humana."
    A depressão é uma doença que ataca e destrói não ver a luz do outro lado, é uma doença da alma, influencia o corpo e a mente e as alterações de humor.
    As causas da depressão podem ser o stress, traumas, adolescência complicada, personalidade e sensibilidade, consumo de drogas, perdas, doenças crónicas, fatores genéticos e instabilidade hormonal.
    Os sintomas podem ser o cansaço, a perda ou aumento de apetite e peso, choro, ansiedade, desejo de morte, angústia, irritabilidade, isolamento social, baixa autoestima, comportamento autodestrutivo (suicídio) e pessimismo.
    Para o tratamento da depressão é necessário pedir ajuda, medicação, alterar hábitos de vida, psicoterapia, prevenir e ser feliz. 
  7. Os distúrbios alimentares são a anorexia e bulimia.
    A anorexia é uma doença crónica ao nível da alimentação a pessoa com a doença em causa tem uma visão distorcida da sua imagem vista ao espelho, vê-se obesa mas na realidade enfrenta uma magreza extrema. A bulimia por sua vez a pessoa come normalmente mas depois provoca o vómito o que leva a entrar também na anorexia.
    Estas perturbações mentais estão muitas vezes associados ao bullying.
Bem eu espero muito que vocês gostem e que estas informações sejam úteis para vocês. Lembrem-se sempre que é possível superar basta lutar e acreditar.

Love you all ❤❤
With love,
                 Beatriz ❤❤
       



    Sem comentários:

    Enviar um comentário